Se eu fosse Primeiro-Ministro

a opinião tem uma origem

PSD – Que Caminho?

Posted by Vitor Oliveira em Abril 21, 2008

Tal como Santana Lopes, quando o seu governo foi destituído, Luís Filipe Menezes acusou alguns membros do PSD de fazer oposição interna e de não apoiar o líder do partido. Quase que implorando pela maioria absoluta, caso se recandidate. Faz sentido. Esta estratégia, se vier a ser confirmada, tem tanto de desespero como de falta de ética. Falta de ética, porque escolheu um prazo de trinta dias para convocar as novas eleições do partido. A ética de Menezes, ou falta dela, em nada me surpreende. Basta recordar os plágios feitos na blogosfera.

Atento, Santana diz que está com Menezes. Atitude sábia. Caso Menezes não avance dará o seu apoio a Santana. Mas sinceramente, BASTA! Está na hora de o PSD ser uma oposição a sério. Chega de um partido, que mesmo com um governo repressivo e pouco capaz, não consegue sequer travar o crescendo deste nas sondagens.

Entre Aguiar Branco e Pedro Passos Coelho, apoio claramente Aguiar Branco. Passos Coelho contará com o apoio de alguns apoiantes de Menezes, caso este não esteja na corrida. O melhor para o partido seria a candidatura de Manuela Ferreira Leite. Não tenho a menor dúvida de que a Conselheira de Estado faria história. Não como presidente do partido da oposição, mas antes como Primeira-Ministra. Entre outros, Ferreira Leite conta com o apoio de António Borges.

Vitor Oliveira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: