Se eu fosse Primeiro-Ministro

a opinião tem uma origem

Quem vai custear a luxuosa missão?

Posted by Vitor Oliveira em Maio 18, 2008

Que as forças armadas têm, por vezes, de enfrentar missões de alto risco eu não duvido. A missão que recentemente terminou no Chade foi uma dessas missões. É um orgulho ver 30 portugueses a integrar com tanto sucesso uma missão da EUFOR. Como a maioria dos portugueses eu defendo a existência das forças armada e acho justo que os militares se instalem em segurança e com o máximo conforto. Mas tudo tem um limite!

Os militares ficaram instalados num hotel de 4 estrelas. Ar condicionado, piscina, entradas de marisco, sobremesas e beber vinho francês foram algumas das regalias que estes “hospedes” puderam usufruir nas instalações desta missão no Chade. Quem vai custear a missão? Seria correcto que o ministro da Justiça Nuno Severiano Teixeira não considere que os contribuintes, os mesmos que Teixeira dos Santos defendeu que não deviam custear actividades privadas, devem pagar as despesas.

É assim a nossa política. Não há dinheiro para o que é essencial, mas esbanja-se no que se poderia evitar. Severiano Teixeira disse ainda que não é por razões políticas ou financeiras que a missão não se prolongou mais tempo. É bom saber!  

Vitor Oliveira

Anúncios

5 Respostas to “Quem vai custear a luxuosa missão?”

  1. Anónimo said

    É assim mesmo…. Quem quiser que vá para a tropa…. Temos mais regalias que todos os outros.

  2. Vitor Oliveira said

    Que têm benificios eu não duvido. Bilhetes de todos os comboios mais baratos. Assistência médica tambem vantajosa. Mas sinceramente não posso concordar com todas as vantagens. Classe assalariada, como é o caso das forças armadas, possui mais vantagens que muitos estudantes e reformados. Não concordo! Temos pensões e abonos muito baixos, e mesmo assim não possuem grandes vantagens sociais. Actualmente os militares são das pessoas mais bem tratadas em Portugal. Todos os exageros são maus…

  3. Armando said

    Esteja calado não sabe o que diz….

  4. Araujo said

    As vantagens do exercito são de mais. Hoje em dia quem não consegue ir para a faculdade segue carreira militar. Mais tarde viram profissionais arrogantes, frustrados e com sede de poder

  5. veto11 said

    Araujo não significa que sejam todos os “novos militares” assim. Mas recentemente saiu um estudo num semanário sobre isso e o resultado era que a maioria ao não entrar para a faculdade seguia para as forças armadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: