Se eu fosse Primeiro-Ministro

a opinião tem uma origem

Paulo Rangel ao PE

Posted by Vitor Oliveira em Maio 19, 2009

Sei que o voto é secreto, no entanto nada me proíbe de revelar as minhas intenções de voto. No caso das eleições para o Parlamento Europeu, estão com o cabeça de lista social-democrata, Paulo Rangel.

Alguns dos factores que me influenciam na escolha são:
A franqueza com a qual o candidato repudiou a atitude de Elisa Ferreira. A candidata afirmou que apenas “emprestou” o nome à lista;
O espírito empreendedor revelado pelo candidato, nomeadamente ao sugerir uma espécie de erasmus para jovens trabalhadores. Acho esta medida bastante inovadora, proveitosa e aliciante para todos os jovens;
Outro factor igualmente importante foi a oposição por parte do candidato à ideia de um bloco central no panorama político Português.

Rangel é um candidato que actua, alvitra e intervêm. A respeito de Vital Moreira, o candidato socialista, sinto-me envergonhado. Vital Moreira vive na sombra das intervenções públicas do seu líder, e quando decide “dar um solo” aos portugueses as suas intervenções são vazias de nexo. Para não falar das declarações de Vital Moreira quando foi insultado nas comemorações do 1 de Maio.

Anúncios

3 Respostas to “Paulo Rangel ao PE”

  1. PSabido said

    Penso que nesta candidatura ao PE há somente dois candidatos a serem levados em conta: Paulo Rangel e Nuno Melo.
    Paulo Rangel, chefe da bancada social democrata, deixa-me sérias dúvidas em relação aos motivos que o levam a esta candidatura. Literalmente morto no panorama nacional (uma vez que não me parece uma opcção viável para primeiro ministro) atingiu um “tecto”… “e agora para onde?” imagino que tenha sido esta a pergunta à qual Rangel respondeu quando se candidatou ao PE. A campanha tem sido feita com retórica “anti-Vital” e ideias descabidas a meu ver, “Erasmos de primeiros empregados”? tudo bem com os empregados mas e que empresas é que os vão recrutar? E recrutar por um tempo limitado, não é isso apoiar a precariedade da trabalho?

    Quanto a Nuno Melo: Jovem, calmo e sereno, de ideias e ideais bem delineados e racionais, consciente da situação internacional e nacional. A campanha do CDS tem sido “pobre” em termos de propaganda e marketing mas riquíssima em termos de trabalho mostrado.

    • Concordo contigo Sabido. De facto esta luta para o Parlamento Europeu não passa de um duelo. Considero-o, o duelo claro, bastante equilibrado, duas listas com vontade de lutar. Presididas por pessoas com vontade, caracter e sentido Europeu. Ao contrário do que defendes, a medida de Rangel relativamente ao “Erasmus”, sou totalmente a favor. Abraço

  2. PSabido said

    (fiz o último comentário um pouco à pressa, aqui fica a continuação)

    Quanto a Nuno Melo: Jovem, calmo e sereno, de ideias e ideais bem delineados e racionais, consciente da situação internacional e nacional. A campanha do CDS tem sido “pobre” em termos de propaganda e marketing mas riquíssima em termos de trabalho mostrado. Ajudando para tal a presença notória de Nuno Melo na comissão de inquérito ao caso BPN onde, no meu ver, tem sido aquele que mais põe o “dedo na ferida”.

    Quero ainda relembrar a existência de partidos à esquerda e de fazer um pequeno raciocínio para ajudar todos os militantes do PS a perceberem que nada está ganho à partida (como quer fazer parecer Vital quando rejeita um confronto directo com Paulo Rangel justificando que não quer dar tempo de antena extra aos partidos que já perderam).
    Senão vejamos: dizem as sondagens que o BE e o PCP vão registar uma subida no número de votos. Mas se quem vota são os mesmos de há quatro anos significa que os votos vêm de algum lado que não de novos votantes. Penso que as pessoas não mudam assim tanto que “saltem” do PSD ou do PP para votar no BE e no PCP. Logo presumo que esses votos extra vêm príncipalmente do PS. Lembro ainda que por ser o partido actualmente no governo, o PS sofre também com o descontentamento generalizado devido à crise que se faz sentir. O que me leva a pensar que mesmo que não mudem o sentido de voto, haverá certamente uma parte da população amiga do PS que certamente estará a pensar usar o direito do “não voto” para demonstrar descontentamento.

    Após isto, não sei se é sensato ou prudente Vital estar tão confiante na vitória.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: