Se eu fosse Primeiro-Ministro

a opinião tem uma origem

(no coments)

Posted by Vitor Oliveira em Março 29, 2010

Há situações tipicas e atípicas. Existe a normalide e a anormalidade. Até aqui nada de novo… Mas nunca pensei que os atípicos anormais não disfarçassem as suas acções com a “pompa” devida, já nem pedia a circunstância adequada.

E se, como diz Luís Calisto, “Sócrates fizesse como o sr. Jardim, que calunia, insulta e enxovalha diariamente os jornalistas com epítetos de corruptos, traidores, comunas, súcias, fascistas, tolos, incapazes, incultos, vingativos, desonestos, gente reles, mentes recalcadas, bastardos, exóticos, incumpridores de estatutos editoriais, ralé que não toma banho? E as jornalistas de vendidas, descompensadas, sovaqueiras”.

Enfim… “No coments”!
Afinal de contas sobre este tema EU não quero dizer nada. Peço desculpa se de alguma forma perdi a coerência e disse alguma coisa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: