Se eu fosse Primeiro-Ministro

a opinião tem uma origem

Archive for the ‘Economia’ Category

Vamos ser ricos!

Posted by Vitor Oliveira em Novembro 9, 2010

É este o nosso espírito. Não interessa o que temos, apenas o que falta alcançar. O eterno acreditar, que em muito caracteriza o nosso povo, não poderá ser lógico. Sobretudo numa altura em que existe a possibilidade de vendermos títulos do tesouro nacional. Não sei se será mau. No entanto, será que o governo conhece a relação beneficio/custo? (É preciso estudar, avaliar todas as hipóteses e decidir com transparência.)

Nada de pessimismos que a crise é global. (Estranho.) Tal como os outros países se vão erguer, nós, conseguiremos nos REerguer. Mas melhores. Mais ricos. Iremos mesmo? Talvez! Desde que se mude a realidade; Sem importar 80% do que consumimos na alimentação, concretamente:2/3 do peixe é importado , metade do azeite vem de… Espanha e 80% da matéria-prima das agro-pecuárias vem do estrangeiro, Com parceiros comerciais que permitam um aumento da exportação, Sem existir um estado devedor: Existindo uma organização estatal cumpridora e que transmita confiança ao investimento, suscitando-o e aumentando, coerentemente, o poder de compra (através do dinheiro que deve e não só).

Até lá chega de sonhos. Esses pertencem aqueles que lucram com a sobreposição geográfica, não agora, mais tarde…

“Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico”, Sêneca.
“Nós a chamamos de economia política porque não é nem economia, nem política”, Stephen Butler Leacock

Anúncios

Posted in Economia, Se eu fosse Primeiro-Ministro, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , , , | Leave a Comment »

Manuel Pinho: o inábil!

Posted by Vitor Oliveira em Julho 2, 2009

O debate de hoje era sobre o estado da nação, nunca pensei é que este fosse tão elucidativo. Vejamos, alguém diz o que não deve, o que obriga outro a fazer o que não é íntegro. Por fim, foge às suas acções. Realmente, este é o estado da nação! Demitir, fugir, ocultar parece-me gestos do dia-a-dia.

Como é possível a um ministro, a um governo, a uma nação ter episódios de tal infâmia, no seu próprio parlamento? Dias maus todos têm, mas chega, e eu como português, como cidadão e eleitor, estou farto de festas de circo nos debates. Farto de cessões parlamentares de esclarecimentos que mais parecem espectáculos de stand up comedy. Talvez um dos ministros mais trabalhadores, mais batalhadores, mas com certeza o mais inábil. A vontade de trabalhar conquista-se, já a apetência, a congruência e o talento…

Posted in Economia, Política | Com as etiquetas : , , , , | 1 Comment »

OCDE lidera oposição nacional

Posted by Vitor Oliveira em Junho 24, 2009

Os últimos relatórios da OCDE, (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), têm gerado bastante polémica.

-Têm feito uma melhor oposição ao actual governo que os restantes partidos com assento parlamentar. Os relatórios são uma informação credível e eficaz neste combate, pois provam que andamos a ser embriagados pela classe política. A constante aldrabice levada a cabo por este governo na tentativa de embustear a realidade.

-Por outro lado, o ultimo relatório sobre a Economia nacional, é o mais pessimista de todos os disponíveis. Mais pessimista ainda que o apontado pelo Fundo Monetário Internacional. O que pode servir um pouco como causa abonatória a favor deste governo. No entanto a diferença entre o relatório do FMI e da OCDE ao nível do recuo da Economia nacional é de 0,4 pontos percentuais, enquanto a diferença para o relatório revelado por Teixeira dos Santos é 1,1 ponto percentual. Está tudo dito!

Receio que este último relatório se junte aos anteriores, nas catacumbas dum qualquer gabinete, servindo única e exclusivamente como ecossistema. O relatório dificilmente será lido, é impossível que o governo o perceba! E tenho a certeza que nenhuma medida será tomada e que nenhum conselho presente no relatório será seguido. Sinceramente este governo não tem culpa. Pois não sabe mais. Quando se juntam prepotentes que brincam com o futuro do seu povo a subjugados, ávidos de poder e de fama, cujo único dom que possuem é o de assentir, jamais se poderá cumprir as funções básicas de governação, quanto mais combater o que quer que seja.

Posted in Economia, Política, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , | 1 Comment »

O realismo de Medina Carreira!

Posted by fernaomagalhaes21 em Maio 25, 2009

Uma “grande entrevista” onde fiquei surpreendido pelo conhecimento e a frontalidade com as quais Medina Carreira fez uma análise ao estado da conjectura política, social e económica do país. Realço algumas das frases proferidas por este, no entanto não posso deixar de ficar admirado pela escassa divulgação desta notável entrevista sabiamente conduzido por Mário Crespo.

Mário Crespo Entrevista

“Se o chefe de estado disse-se outra coisa seria um mentiroso… Nem Jesus Cristo teria soluções

“Se nos tivéssemos escolas que educassem, tribunais que julgassem, políticos que não fossem corruptos e burocracia que fosse aceitável, isto era diferente.”

Nunca se resolveu nada de fundo. O sistema está ao serviço dos políticos principais. Os principais partidos políticos, PS/PSD, vivem das sondagens que vocês (jornalistas) apresentam. Eles têm uma clientela fixa e funcionam, basicamente, como bancos alimentares. É a manjedoura estadual.

“O país anda a ser embebedado pela classe política.”

“A maioria absoluta é para gente competente, sensata e humilde. Este governo não tem nenhuma destas características.” Acha que tem?

“A reforma tem de começar pelos partidos.”

“Mário Crespo – Já pensou formar um novo partido?; Medina Carreira – Casas de mulheres de ma vida já há muitas!

Bruno Pereira

Posted in Economia, Política, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , | 1 Comment »

Quem disse que se pagava menos no ginásio?

Posted by Minerva em Março 19, 2009

O Governo reduziu para 5% o IVA sobre os ginásios e health clubs, mas nós não tiramos qualquer partido disso.

Supostamente, o objectivo da medida era baixar os preços ao consumidor… E, se isto não aconteceu, há mesmo algo de errado. Para resolver este enigma, a Autoridade da Concorrência (AdC) foi chamada a investigar. E concluiu que não há indícios de concertação de preços  entre ginásios. Conclusão: inquérito arquivado, mas os preços mantêm-se elevados.

Ainda bem que o Secretário de Estado do Desporto, Laurentino Dias, não quer deixar o assunto “morrer”. Disse hoje que não gostou do resultado e que deve haver algo de errado.

O Estado deixa de receber dinheiro do IVA para baixar os custos dos utentes dos ginásios, mas os preços mantêm-se. Para onde vai o dinheiro? Como é que uma Autoridade da Concorrência nada faz para resolver uma situação que está à vista de todos?

Posted in Economia | 1 Comment »

Sócrates incentiva a crise!

Posted by Vitor Oliveira em Março 18, 2009

O CDS-PP continua a mostrar que actualmente é o melhor partido da oposição. Corrigiu o Primeiro-Ministro sobre uma proposta de lei inconstitucional. Uma proposta totalmente inoportuna. José Sócrates pretendia colocar em liberdade presidiários com penas compreendidas entre um e cinco anos desde que estes tivessem cumprido um sexto da mesma. Não faz sentido! Iríamos juntar a crise económica, o desemprego, aumento da criminalidade, clima instável e de insegurança (económica e social) aos habituais problemas de reinserção social. Porque motivo o Primeiro-Ministro continua a ludibriar os Portugueses? Para quando as medidas económicas e sociais que lhe são exigidas neste momento?

Para juntar ao desgoverno económico que o país atravessa Sócrates atribui mais um subsídio de folgança. Decidiu brincar, novamente com o dinheiro dos Portugueses. Ao invés de incentivar o emprego, ao jeito de Portas, decide reduzir 50% a prestação das casas para todos os desempregados. É assim que pretende criar emprego? Apesar do cenário económico não ser favorável em nenhum país em Portugal o cenário é bem pior, Sócrates não estimula a confiança económica necessária. Não existe políticas que diminuam o desemprego, e ainda por cima Sócrates toma medidas que aumentam o passivo do país. A banca está a fazer empréstimos para sustentar a luxuosa campanha eleitoral do Primeiro-Ministro, o que, devido ao rating do país, faz antever que a crise, pelo menos em Portugal, durará largos anos. Sócrates incentiva o desemprego!

Posted in Economia, Política | Com as etiquetas : , , , , , , , | 4 Comments »

Paulo Portas no combate à crise

Posted by Vitor Oliveira em Março 16, 2009

Paulo Portas elaborou um diploma, com uma série de propostas, para combater alguns problemas efectivos, (não os problemas fictícios criados por Sócrates para tentar mostrar alguma capacidade na tomada de decisão). O documento será debatido esta quinta-feira no parlamento. Só espero que a discussão não se transforme em paródia. Seria útil não censurar e repudiar este tipo de projectos.

Confesso que numa primeira leitura achei uma ideia imatura e bastante surrealista. No entanto, o CDS-PP, ao defender que o subsídio de desemprego inicial seja entregue globalmente, e de uma só vez, à empresa que celebrar um contrato de trabalho sem termo, inicia a batalha a precariedade laboral, diminui o número de desempregados e ainda consegue dar um aumento de capital, imediato, às empresas, tudo isto num único projecto de lei.

Esta medida, por um lado, aumentará o numero de consumidores o que levará a uma necessidade de produção que mais tarde se traduzirá em postos de trabalho. Por outro lado aumenta o capital da empresa impedindo a curto prazo, (e em algumas empresas), falências, por outro lado investimento que a médio/longo prazo se podem traduzir em lucros.

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Política | Com as etiquetas : , , , , , | 3 Comments »

Esta crise não é para todos

Posted by Minerva em Março 5, 2009

De facto, não é. Os números dizem tudo.

A Galp Energia  revelou ontem os lucros relativos a 2008:

“Lucro da petrolífera subiu 14% para 478 milhões de euros em 2008”.

A Associação Automóvel de Portugal também revelou dados:

“Ferrari com as vendas a alta velocidade”.

Quem se atreve a comentar?

Posted in Economia | 4 Comments »

Proprietários pedem demasiado por imóveis usados

Posted by Minerva em Agosto 7, 2008

Comprar uma casa usada pode nao compensar:

“Portugal tem 200 mil imóveis usados que estão sobreavaliados e não encontram comprador. As pessoas que querem vender os imóveis usados pedem preços que estão acima do que as habitações valem, até porque quando contraíram empréstimos pediram crédito para mobilar as casas e mesmo comprar automóveis. ” (in Público)

Posted in Economia | Com as etiquetas : , , | Leave a Comment »

Notas soltas sobre o PSD

Posted by Vitor Oliveira em Maio 28, 2008

                Se por um consenso político, de extrema utilidade para o país, todos os candidatos á presidência do PSD se pudessem juntar num futuro governo os problemas dos portugueses seriam resolvidos. Juntando a opinião de todos saliento três pontos fundamentais:

– Santana defende que o relatório da entidade da concorrência já deveria ter saído. Afirma ainda que urge um apoio as pequenas e medias empresas.

– Ferreira Leite apoia que o governo não baixe o ISP e que a medida tomada seja um apoio aos sectores prejudicados directamente. Um apoio nas despesas e não fiscal.

– Antão sabiamente disse que não faz sentido que as petrolíferas abusem do mercado. Com o aumento dos combustíveis aumenta também o lucro do estado e das gasolineiras.

                Não compreendo como se pensa impossível defender os impostos. Somos o sexto país com o combustível mais caro da Europa. É necessário baixar o ISP. Com o aumento do barril do crude aumenta, sim aumenta, o lucro do estado. Ao baixar o ISP mantendo o valor de lucro do estado o governo estaria a manter a receita equilibrando o preço face á Europa.  

                Concordo completamente com o que defendeu Santana Lopes quando disse que “seria necessário um acordo com Espanha”. Realmente não faz sentido que haja este abismo fiscal entre dois países vizinhos.

                Em Patinha Antão realço a sua coragem. É necessária coragem política para sugerir tal modelo fiscal. Concordo que seria boa medida baixar o ISP nas pequenas e médias empresas. Como as multinacionais estão a “fugir” para paraísos de mão-de-obra é, de facto, uma mais valia baixar a sobrecarga sobre esta classe de empresas aumentando o seu crescimento sustentando dessa forma a economia nacional.

                Manuela Ferreira Leite desilude-me cada vez mais. Apesar de continuar a defender que e a melhor candidata social-democrata, entre os actuais candidatos, nada tem acrescentado de novo. Resta-lhe a sua imagem de mulher tecnocrata e impulsionadora de uma sociedade justa e economicamente equilibrada.

                O PSD está de facto em crise! É grave porque despreza a matéria-prima que tem e usa uma arma contra o governo completamente desgastada. Não é com espírito de sacrifício que a futura líder do PSD conseguirá destronar um primeiro-ministro que tão atento se encontra.

                Post Scriptum – Seria útil algumas aulas de etiqueta aos candidatos do partido. Não houve respeito nenhum no debate realizado pela SIC.          Lutam isoladamente pelo protagonismo social. Como recentemente li “são piratas da política”. Não compreendem que as ideias se complementam e que um partido não pode viver em função de uma só pessoa. O presidente será o porta-voz dos militantes e terá de agir de acordo com os ideais do partido.

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Política | Com as etiquetas : , , , , , | 3 Comments »

Cada vez é maior o fosso

Posted by Vitor Oliveira em Maio 16, 2008

O governo não vai permitir o acesso dos Taxistas a gasóleo profissional. Teixeira dos Santos disse em Bruxelas que não entende porque motivo os contribuintes têm de financiar uma actividade laboral em particular. Se o ministro não entende então porque motivo tem os mesmos contribuintes de financiar os comerciantes, as transportadoras, alguns empresários e empresas do sector rodoviário? Compreendo que haja algum exagero em todos os pedidos feitos pelos Taxistas. Mas Sr. Ministro será assim tão difícil compreender que quer haja ou não vantagem social para os taxistas serão sempre os contribuintes que saldarão a factura? Provavelmente deverá estar a pensar, mais uma vez, no estatuto do utilizador pagador. Cuidado, normalmente, os utilizadores destes serviços são pessoas que possuem alguma carência social.

Na mesma semana Teixeira dos santos aumentou a previsão da taxa de inflação, diminui a previsão da taxa de crescimento económico e mostrou claramente que vivemos num estado de forte desigualdade social. Em comparação com o resto da Europa temos, as taxas de IVA e de imposto automóvel das mais altas, os bens essenciais dos mais caros, os ordenados são dos mais baixos e o fosso entre a média de salários é dos maiores. Chega! Chega de medidas elitistas que estão, cada vez mais, a destruir a sociedade.

A bipolarização social está patente em tudo. Nos salários, na qualidade de vida, no acesso á saúde e educação. Para que serve o TGV e um aeroporto de topo num país que trata tão mal e desrespeitosamente os seus contribuintes?

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Política, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , | 3 Comments »

Previsão revista em baixa

Posted by Vitor Oliveira em Maio 15, 2008

            A economia Portuguesa registou um, custoso, aumento de 1,9 por cento no ano transacto. Como os Portugueses têm grande espírito de sacrifício e a orquestra do crescimento estava aprimorada o governo decidiu subir a fasquia para os 2,2 por cento no corrente ano. Pelos vistos a orquestra desafinou. Pois o “maestro” Teixeira dos Santos reviu a previsão em baixa. A fasquia desceu para os 1,5 pontos percentuais.

            Para que o desânimo não paire sobre os Portugueses a previsão para 2009 é de 2 por cento. Não convêm que permaneça o desânimo num ano de eleições. A ver vamos se esta, “elevada”, revisão em baixa será a única.

Vitor Oliveira

Imagem: http://wehavekaosinthegarden.blogspot.com

Posted in Economia | Com as etiquetas : , , , | 2 Comments »

Concertação ou especulação? (II parte)

Posted by Vitor Oliveira em Maio 14, 2008

Pela décima quinta vez este ano o combustível subiu. Parece-me que estas subidas em apenas cinco meses tornam a vida dos portugueses, cada vez mais, insustentável.

Qual o motivo de nova subida? Só posso concluir que se trata de especulação ou concertação, até a Associação Nacional do Revendedores de Combustíveis, ANaReC, considerou o aumento como um “escândalo”. Seria vantajoso, mais não fosse para eliminar a desconfiança que se tem instalado, uma análise da situação por parte das entidades competentes.

Há milhões para um TGV que servirá uma minoria e não há dinheiro para controlar os impostos sobre os combustíveis e reequilibrar a economia nacional. É urgente criar medidas para que os bens essenciais sejam mais acessíveis. É urgente criar medidas para que cada vez menos se tenha de recorrer ao crédito. A economia não vai melhorar com pessoas atoladas em dívidas. É por estas e por outras que os Portugueses começam um novo fluxo de emigração.

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , , | 11 Comments »

Aeroporto de Lisboa será em Alcochete?

Posted by Vitor Oliveira em Maio 8, 2008

Após a análise feita ao estudo realizado pelo LNEC foi decidido em conselho de ministros que o novo aeroporto internacional de Lisboa será no campo de tiro de Alcochete. Finalmente não se encomendam estudos internacionais dispendiosos para que seja tomada uma decisão relativa a uma obra nacional.

Com o relatório final do LNEC é possível perceber que não haverá qualquer impacto ambiental. Nuno Correia vai mais longe dizendo que “A possibilidade de chumbo é uma hipótese que seria académica ou bizantina colocar”.

Resta saber se a decisão está finalmente tomada ou se o “indispensável” Aeroporto ainda terá de esperar por mais algum estudo ou decisão.

Vitor Oliveira

 

Posted in Economia, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , | 1 Comment »

Eufemismos ajudam a explicar crise do BCP

Posted by Vitor Oliveira em Maio 6, 2008

Não se detectaram no BCP irregularidades. Detectaram-se fragilidades do ponto de vista prudencial e o Banco de Portugal o que fez foi propor um plano temporário.” A língua portuguesa é tão rica em eufemismos. Como é possível aos portugueses aceitarem que o ex vice-governador do banco de Portugal faça estas declarações? António Marta disse ainda que estava sujeito ao sigilo Professional e não poderia responder a tudo. O que não deixa adivinhar um panorama nada meneio.

Ainda bem que existiram “fragilidades”. Dessa forma os elevados ordenados não dispararam ainda mais. Não consigo entender a imperturbabilidade com que o povo, que outra hora foi de Abril, encara tudo isto hoje em dia.

              Vitor Oliveira

Posted in Economia, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , , | 1 Comment »

A crise económica

Posted by Vitor Oliveira em Maio 5, 2008

A crise alimentar está a tornar-se um problema global. Este problema pode ter proveniência em diversos agentes: o facto dos créditos de alto risco concedidos pelos bancos (subprime) atravessarem uma crise desde 2006; especulação que se tem gerado em torno de alguns bens essenciais; o aquecimento global que conduz a uma perda de produtividade agrícola.

A decisão de G. W. Bush em iniciar a guerra do Iraque não beneficiou em nada a economia global. Pelo contrário, desde essa altura tem-se assistido a um aumento do preço do petróleo. Este aumento conduziu mais tarde, a constantes preços especulativos da gasolina o que inculcou fortemente a economia global para um cenário dantesco.

Com o abro do micro crédito iniciou-se uma nova crise. Verifica-se um liberalismo económico exacerbado. De facto este ultraliberalismo tem fortes consequências. O micro crédito, erradamente, é encarado como sendo a solução para tudo.

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , , , , | Leave a Comment »

Espectro de fome em Portugal

Posted by Vitor Oliveira em Maio 5, 2008

Em Portugal são dispendidos dois terços do consumo total com produtos alimentares. Com a subida e a escassez, global, dos produtos alimentares o cenário pode ficar caótico. Faria todo o sentido apostar na prevenção criando meios de subsistência. Como é possivel não combater este grave problema?

A única explicação que eu encontro é que depois do acordo ortográfico Portugal tenta nova aproximação ao Brasil, desta vez, no modelo social. O fosso entre pobres e ricos é cada vez maior. Apesar de ser importante a organização de festas e inventos internacionais, estas organizações só fazem sentido quando se tem capacidade económica. Não é justo fazer um esforço economico para pagar luxos quando falta o essêncial.

Resta o espírito de entreajuda dos Portugueses. Este fim-de-semana o Banco alimentar contra a fome angariou 1700 toneladas de alimentos. Parabéns Portugueses!

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Sociedade | Com as etiquetas : , , , | 2 Comments »

Concertação ou especulação?

Posted by Vitor Oliveira em Abril 30, 2008

Pela décima quarta vez este ano o combustível vai subir. Parece-me que estas subidas nos preços dos combustíveis em apenas 4 meses tornam a vida dos portugueses cada vez mais insustentável.

                Qual o motivo de nova subida? Apesar do barril do crude ter sofrido novo aumento, este aumento só foi registado face ao dólar. Desta premissa só posso concluir que se trata de especulação ou concertação.  Seria vantajoso, mais não fosse para eliminar a desconfiança, uma análise da situação por parte das entidades competentes.

Vitor Oliveira

Posted in Economia | Com as etiquetas : , , , | 2 Comments »

Presidente da Républica dá lição de económia

Posted by Vitor Oliveira em Abril 29, 2008

Cavaco Silva

A crise económica é uma realidade. Embora os nossos governantes apregoem aos quatro ventos que o país já possui alguma margem de manobra económica e que o défice não é excessivo, os Portugueses ainda não sentem melhoras na economia.

Possivelmente não se sintam melhoras pela redução do IVA ainda não ter entrado em vigor. Porém a minha opinião é de que para descer um ponto percentual mais vale não descer. A descida não se irá notar porque os comerciantes não vão baixa os preços, vão sim aumentar a margem de lucro. Se alguém duvida disto basta relembrar o que aconteceu com os ginásios a quando da descida do IVA em dezasseis pontos percentuais. Nesta altura poucos ginásios baixaram os preços, os que o fizeram foi sob campanhas de promoções…. Estranha promoção pois aumenta o lucro!

Cavaco Silva decidiu aconselhar o governo a agir com precaução. De facto “não seria aceitável que o PIB voltasse a subir para os 3%”. Foi interessante que o Presidente da Republica falasse da crise económica na véspera de mais um encontro do “Grupo de Arraiolos”*. Espero que o governo compreenda a mensagem e não inicie uma caça ao voto com o dinheiro dos contribuintes. Depois de tanto sacrifício voltar a cair na lista negra da Comissão Europeia seria desesperante.

· “Grupo de Arraiolos” foi o nome com que ficou conhecido a reunião anual de oito presidentes não executivos da Comissão Europeia. A reunião ocorre todos os anos num país diferente. O nome deve-se á primeira reunião ter ocorrido na aldeia Alentejana com o mesmo nome.

 

Vitor Oliveira

 

Posted in Economia | Com as etiquetas : , , , | 3 Comments »

A questão económica será um trunfo?

Posted by Vitor Oliveira em Abril 24, 2008

Não deixa de ser interessante ver o PSD a questionar o governo sobre os factores económicos que suportam uma descida dos impostos. Um partido em crise, procurando por isso uma renovação, vê em Patinha Antão uma espécie de herói. Muito dificilmente será o presidente do partido, talvez por isso, não tenha medo de desiludir. Marcou a sua posição e o PSD cursa nas suas costas.

Patinha defende que a economia deve ser vista de um prisma mais independente. Aliviar a população do afogamento económico que atalha o investimento e atraca o crescimento, é uma das possibilidades. Apostar na iniciativa privada é uma boa solução. Mas, até que ponto está o PSD certo do seu pensamento económico? Não estará o PSD, mais uma vez, a caminhar distraído com os problemas internos? A ver vamos se é uma ideia que continuará a ser defendida pelo futuro presidente do partido.

Vitor Oliveira

 

Posted in Economia | Com as etiquetas : , , | 1 Comment »