Se eu fosse Primeiro-Ministro

a opinião tem uma origem

Posts Tagged ‘CDS’

Eleições?

Posted by Vitor Oliveira em Março 29, 2011

A primeira sondagem desde que o Primeiro-Ministro apresentou o pedido de demissão não teve surpresas, infelizmente continua a existir, nas sondagens, uma fraca percentagem eleitoral para o CDS. Porém, mais importante que a previsão eleitoral, para mim, foi a elevada percentagem de inquiridos que acredita na continuidade das políticas de austeridade.

Os sinais são claros: o país está pronto para a austeridade, disponível para o sacrifício e o continuar das políticas socialistas, não está disponível para que José Sócrates continue a ser o chefe do Governo. Não é uma questão partidária, o importante neste momento é eliminar a incompetência. Basta de reformas que nada reabilitam, chega de políticas de estabilidade e crescimento que são incomportáveis e sem resultados práticos que justifiquem o esforço exigido.

Haveria um maior esclarecimento político caso os candidatos fossem escolhidos pela população. Compreendo que o país neste momento não comporta eleições, (mas chegará o momento). Portugal não pode calar perante a inconsequência das políticas económicas seguidas pelo governo. E, em cenário de eleições antecipadas, que haja proveito. Melhor que o PS alterar o seu secretário geral, seria a intervenção audaz do Presidente da República.

“Meu amigo é quem me socorre não quem me lamenta.”, Thomas Fuller

Posted in blog, Política, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , | Leave a Comment »

“O CDS quer ser o quê?”

Posted by Vitor Oliveira em Julho 28, 2010

O CDS quer ser o quê? O CDS, no meu entender, não quer ser nada: já é! Quem tem mais interesse na coligação da direita? 1. Com o actual panorama político é necessário a continuação de políticas austeras e pouco consensuais. Estas medidas nunca apelam ao voto, não são medidas populistas como tal provocam a perda de votos. Votos esses que, na sua maioria, serão conquistados pelo partido ideologicamente mais próximo daquele que constitui governo. Resumindo: neste panorama político e com o PSD no governo o CDS ganhará votos. 2. O PSD encontrou a estabilidade aparente depois de um período bastante atribulado, mas as adversidades ainda não chegaram. Só nessa altura as birras internas irão renascer, agradará por isso ao líder social-democrata possuir fortes aliados políticos.

Assim como Paulo Portas tentou unir os três maiores partidos Portugueses num Governo sem Sócrates, acredito que este tema, por enquanto, seja mais um faits divers. Não se trata de política, muito menos de algo sério. Especulações no sentido de chamar a atenção e conhecer a opinião dos eleitores, ou então de marcar presença. Espero que não seja o segundo caso, existem formas mais úteis, para todos nós, de mostrar trabalho.

“É de suprema importância atacar a estratégia do inimigo.” Sun Tzu

Posted in Política | Com as etiquetas : , , , | Leave a Comment »

E agora, como se vai governar Portugal?

Posted by Vitor Oliveira em Setembro 28, 2009

Terminado o acto eleitoral e conhecidos que estão os resultados, cesso o interregno a que submeti o blogue. Fiquei surpreendido com os resultados. Esperava a derrota do PSD, também a derrota do PS, no fundo esperava a derrota de toda a classe política, e de todo o sistema político democrático nacional.

(Que se desengane quem leu nas minhas palavras alguém que defende uma ditadura, longe disso. Defendo um sistema realmente democrático, onde eu como eleitor, e um pouco à imagem dos EUA, possa escolher para lá do partido vencedor, o candidato que melhor satisfaz as ideologias de cada partido. E quais seriam os meus candidatos? Seriam os seguintes: PS- Manuel Alegre, PSD- Pedro Passos Coelho, CDS- Paulo Portas, BE- Francisco Louçã, CDU- Carlos Carvalhas, PNR, bem neste ultimo caso, acho que democraticamente, e para bem da democracia censurava o partido.)

Derrotado que foi o PSD, apesar de a líder ter tentado atenuar os resultados, o que afinal é compreensível, tão perto das autarcas não faz falta o pessimismo, e vencedor que foi o PS, resta a segurança de que o PS não conseguirá garantir uma maioria parlamentar de esquerda. Será necessária a contribuição do CDS. Ainda bem, ainda existem jovens que querem “empresas, postos de trabalho, casar, ter casa e constituir família”.

Vitor Oliveira

Posted in Política | Com as etiquetas : , , , , , | 1 Comment »