Se eu fosse Primeiro-Ministro

a opinião tem uma origem

Posts Tagged ‘Economia’

Vamos ser ricos!

Posted by Vitor Oliveira em Novembro 9, 2010

É este o nosso espírito. Não interessa o que temos, apenas o que falta alcançar. O eterno acreditar, que em muito caracteriza o nosso povo, não poderá ser lógico. Sobretudo numa altura em que existe a possibilidade de vendermos títulos do tesouro nacional. Não sei se será mau. No entanto, será que o governo conhece a relação beneficio/custo? (É preciso estudar, avaliar todas as hipóteses e decidir com transparência.)

Nada de pessimismos que a crise é global. (Estranho.) Tal como os outros países se vão erguer, nós, conseguiremos nos REerguer. Mas melhores. Mais ricos. Iremos mesmo? Talvez! Desde que se mude a realidade; Sem importar 80% do que consumimos na alimentação, concretamente:2/3 do peixe é importado , metade do azeite vem de… Espanha e 80% da matéria-prima das agro-pecuárias vem do estrangeiro, Com parceiros comerciais que permitam um aumento da exportação, Sem existir um estado devedor: Existindo uma organização estatal cumpridora e que transmita confiança ao investimento, suscitando-o e aumentando, coerentemente, o poder de compra (através do dinheiro que deve e não só).

Até lá chega de sonhos. Esses pertencem aqueles que lucram com a sobreposição geográfica, não agora, mais tarde…

“Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico”, Sêneca.
“Nós a chamamos de economia política porque não é nem economia, nem política”, Stephen Butler Leacock

Posted in Economia, Se eu fosse Primeiro-Ministro, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , , , | Leave a Comment »

OCDE lidera oposição nacional

Posted by Vitor Oliveira em Junho 24, 2009

Os últimos relatórios da OCDE, (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), têm gerado bastante polémica.

-Têm feito uma melhor oposição ao actual governo que os restantes partidos com assento parlamentar. Os relatórios são uma informação credível e eficaz neste combate, pois provam que andamos a ser embriagados pela classe política. A constante aldrabice levada a cabo por este governo na tentativa de embustear a realidade.

-Por outro lado, o ultimo relatório sobre a Economia nacional, é o mais pessimista de todos os disponíveis. Mais pessimista ainda que o apontado pelo Fundo Monetário Internacional. O que pode servir um pouco como causa abonatória a favor deste governo. No entanto a diferença entre o relatório do FMI e da OCDE ao nível do recuo da Economia nacional é de 0,4 pontos percentuais, enquanto a diferença para o relatório revelado por Teixeira dos Santos é 1,1 ponto percentual. Está tudo dito!

Receio que este último relatório se junte aos anteriores, nas catacumbas dum qualquer gabinete, servindo única e exclusivamente como ecossistema. O relatório dificilmente será lido, é impossível que o governo o perceba! E tenho a certeza que nenhuma medida será tomada e que nenhum conselho presente no relatório será seguido. Sinceramente este governo não tem culpa. Pois não sabe mais. Quando se juntam prepotentes que brincam com o futuro do seu povo a subjugados, ávidos de poder e de fama, cujo único dom que possuem é o de assentir, jamais se poderá cumprir as funções básicas de governação, quanto mais combater o que quer que seja.

Posted in Economia, Política, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , | 1 Comment »

Sócrates incentiva a crise!

Posted by Vitor Oliveira em Março 18, 2009

O CDS-PP continua a mostrar que actualmente é o melhor partido da oposição. Corrigiu o Primeiro-Ministro sobre uma proposta de lei inconstitucional. Uma proposta totalmente inoportuna. José Sócrates pretendia colocar em liberdade presidiários com penas compreendidas entre um e cinco anos desde que estes tivessem cumprido um sexto da mesma. Não faz sentido! Iríamos juntar a crise económica, o desemprego, aumento da criminalidade, clima instável e de insegurança (económica e social) aos habituais problemas de reinserção social. Porque motivo o Primeiro-Ministro continua a ludibriar os Portugueses? Para quando as medidas económicas e sociais que lhe são exigidas neste momento?

Para juntar ao desgoverno económico que o país atravessa Sócrates atribui mais um subsídio de folgança. Decidiu brincar, novamente com o dinheiro dos Portugueses. Ao invés de incentivar o emprego, ao jeito de Portas, decide reduzir 50% a prestação das casas para todos os desempregados. É assim que pretende criar emprego? Apesar do cenário económico não ser favorável em nenhum país em Portugal o cenário é bem pior, Sócrates não estimula a confiança económica necessária. Não existe políticas que diminuam o desemprego, e ainda por cima Sócrates toma medidas que aumentam o passivo do país. A banca está a fazer empréstimos para sustentar a luxuosa campanha eleitoral do Primeiro-Ministro, o que, devido ao rating do país, faz antever que a crise, pelo menos em Portugal, durará largos anos. Sócrates incentiva o desemprego!

Posted in Economia, Política | Com as etiquetas : , , , , , , , | 4 Comments »

Cada vez é maior o fosso

Posted by Vitor Oliveira em Maio 16, 2008

O governo não vai permitir o acesso dos Taxistas a gasóleo profissional. Teixeira dos Santos disse em Bruxelas que não entende porque motivo os contribuintes têm de financiar uma actividade laboral em particular. Se o ministro não entende então porque motivo tem os mesmos contribuintes de financiar os comerciantes, as transportadoras, alguns empresários e empresas do sector rodoviário? Compreendo que haja algum exagero em todos os pedidos feitos pelos Taxistas. Mas Sr. Ministro será assim tão difícil compreender que quer haja ou não vantagem social para os taxistas serão sempre os contribuintes que saldarão a factura? Provavelmente deverá estar a pensar, mais uma vez, no estatuto do utilizador pagador. Cuidado, normalmente, os utilizadores destes serviços são pessoas que possuem alguma carência social.

Na mesma semana Teixeira dos santos aumentou a previsão da taxa de inflação, diminui a previsão da taxa de crescimento económico e mostrou claramente que vivemos num estado de forte desigualdade social. Em comparação com o resto da Europa temos, as taxas de IVA e de imposto automóvel das mais altas, os bens essenciais dos mais caros, os ordenados são dos mais baixos e o fosso entre a média de salários é dos maiores. Chega! Chega de medidas elitistas que estão, cada vez mais, a destruir a sociedade.

A bipolarização social está patente em tudo. Nos salários, na qualidade de vida, no acesso á saúde e educação. Para que serve o TGV e um aeroporto de topo num país que trata tão mal e desrespeitosamente os seus contribuintes?

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Política, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , | 3 Comments »

Concertação ou especulação? (II parte)

Posted by Vitor Oliveira em Maio 14, 2008

Pela décima quinta vez este ano o combustível subiu. Parece-me que estas subidas em apenas cinco meses tornam a vida dos portugueses, cada vez mais, insustentável.

Qual o motivo de nova subida? Só posso concluir que se trata de especulação ou concertação, até a Associação Nacional do Revendedores de Combustíveis, ANaReC, considerou o aumento como um “escândalo”. Seria vantajoso, mais não fosse para eliminar a desconfiança que se tem instalado, uma análise da situação por parte das entidades competentes.

Há milhões para um TGV que servirá uma minoria e não há dinheiro para controlar os impostos sobre os combustíveis e reequilibrar a economia nacional. É urgente criar medidas para que os bens essenciais sejam mais acessíveis. É urgente criar medidas para que cada vez menos se tenha de recorrer ao crédito. A economia não vai melhorar com pessoas atoladas em dívidas. É por estas e por outras que os Portugueses começam um novo fluxo de emigração.

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Sociedade | Com as etiquetas : , , , , , , | 11 Comments »

Espectro de fome em Portugal

Posted by Vitor Oliveira em Maio 5, 2008

Em Portugal são dispendidos dois terços do consumo total com produtos alimentares. Com a subida e a escassez, global, dos produtos alimentares o cenário pode ficar caótico. Faria todo o sentido apostar na prevenção criando meios de subsistência. Como é possivel não combater este grave problema?

A única explicação que eu encontro é que depois do acordo ortográfico Portugal tenta nova aproximação ao Brasil, desta vez, no modelo social. O fosso entre pobres e ricos é cada vez maior. Apesar de ser importante a organização de festas e inventos internacionais, estas organizações só fazem sentido quando se tem capacidade económica. Não é justo fazer um esforço economico para pagar luxos quando falta o essêncial.

Resta o espírito de entreajuda dos Portugueses. Este fim-de-semana o Banco alimentar contra a fome angariou 1700 toneladas de alimentos. Parabéns Portugueses!

Vitor Oliveira

Posted in Economia, Sociedade | Com as etiquetas : , , , | 2 Comments »

A questão económica será um trunfo?

Posted by Vitor Oliveira em Abril 24, 2008

Não deixa de ser interessante ver o PSD a questionar o governo sobre os factores económicos que suportam uma descida dos impostos. Um partido em crise, procurando por isso uma renovação, vê em Patinha Antão uma espécie de herói. Muito dificilmente será o presidente do partido, talvez por isso, não tenha medo de desiludir. Marcou a sua posição e o PSD cursa nas suas costas.

Patinha defende que a economia deve ser vista de um prisma mais independente. Aliviar a população do afogamento económico que atalha o investimento e atraca o crescimento, é uma das possibilidades. Apostar na iniciativa privada é uma boa solução. Mas, até que ponto está o PSD certo do seu pensamento económico? Não estará o PSD, mais uma vez, a caminhar distraído com os problemas internos? A ver vamos se é uma ideia que continuará a ser defendida pelo futuro presidente do partido.

Vitor Oliveira

 

Posted in Economia | Com as etiquetas : , , | 1 Comment »